NOTÍCIAS

Em 15/03/2018

Encontro de Diretores Técnicos debate Transformação Digital

Evento reúne diretores do Sistema Sebrae para atualização da estratégia e novas iniciativas previstas no processo de mudança

Os diretores técnicos do Sistema Sebrae estiverem reunidos nesta terça-feira (13), em Brasília, para se atualizar e debater a estratégia de transformação digital, além de temas relacionados com o impacto dessa mudança, como o novo modelo de negócios e a convergência de canais e carteiras. O alinhamento do Modelo Unificado de Monitoramento na gestão de projetos também foi destaque na programação.

A diretora técnica Heloisa Menezes apresentou iniciativas que sustentam a implementação da transformação digital com base nos desafios do mercado. “Estamos trabalhando na convergência entre o novo Sebrae e o legado que pretendemos deixar. Com a universalização dos canais, o Sebrae passará de organização de produtos e serviços convencionais para uma plataforma de serviços digitais”, afirmou.

O elemento central dessa nova fase, segundo ela, será a plataforma que ofertará produtos, serviços e ferramentas por meio de hub de soluções do Sebrae e de terceiros. Por meio dessa automatização ajustada à jornada do cliente, será possível “um só Sebrae”. “A construção e valorização da comunidade e das redes será muito maior do que fizemos até aqui. Para isso, vamos valorizar os ativos do Sebrae e transformá-los em rentabilidade, sendo que a inteligência assistida vai apoiar a inteligência humana”, explicou Heloisa.

Os 20 compromissos prioritários para entrega este ano também foram listados por ela, considerando: a plataforma digital, repaginação do portal, espaços de relacionamento e atendimento, revisão do portfólio e protótipos operacionais. “Essa é uma jornada que começou a partir do Sebrae Nacional, mas queremos ampliar a participação dos estados tanto nos grupos de trabalho como no real processo de transformação digital. Vocês têm papel fundamental na construção das comunidades e na estratégia de omnichannel”.

Também sobre a transformação digital, o diretor de administração e finanças Vinicius Lages destacou o esforço para tornar o Sebrae imprescindível ao empreendedor brasileiro. “A transformação digital não é uma onda. É uma questão de sobrevivência, sobretudo para o Sebrae, que tem enfrentado diversas ameaças externas”, completou. Segundo ele, é preciso adequar a estrutura organizacional à demanda por inovação, convergência e transparência. “Estamos falando de mudança do DNA, que envolve modelo de negócios, cultura, processos e infraestrutura tecnológica, que permita oferecermos inteligência em tempo real”.

Para Vinicius, a estratégia de dados é o principal insumo da instituição. Sobre essa dimensão, detalhou a aquisição de dados, governança, segurança e business intelligence. O Sebrae dispõe de sistemas que foram desenvolvidos ao longo de 45 anos para atender demandas de cada projeto em uma única arquitetura integrada. “Queremos ser pulsantes, nos comunicar com a sociedade e gerar engajamento entre todos os stakeholders do Sebrae”, enfatizou.

Já na parte da tarde, além da continuidade à apresentação dos resultados N3D, o encontro tratou da convergência de canais e carteiras setoriais, bem como iniciativas que reforçam estratégia de inovação com Sistema Sebrae: a Chamada de Projetos e o Inova Sebrae, além do Modelo Unificado de Monitoramento, que vai mapear os projetos ativos em todos o país.

“Agora temos a chance de ser um mesmo Sebrae. Dificilmente um estado como Alagoas teria condições de acessar esses recursos, em termos de conhecimento e de tecnologia. Estaremos integrados a uma rede que coloca os estados pequenos em um patamar muito superior. As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste vão ganhar muito com essa maior integração”, destacou o diretor técnico do Sebrae em Alagoa, Ronaldo de Moraes e Silva.

Fonte: conexão Sebrae http://conexao.sebrae.com.br/internal/#/news/16569